Recorde de público na II Jornada Pedagógica em SFI

Apresentação da história do município de São Francisco de Itabapoana de uma forma criativa e didática e outros conhecimentos indispensáveis a vivência diária, palestras sobre temas relacionados à saúde e literatura, manifestações culturais, show de talentos musicais, sorteio de brindes e outras atrações da II Jornada Pedagógica atraíram cerca de 3 mil pessoas, entre os dias 30 e 31 de outubro, na Escola Municipal Estelita de Araújo Crespo, situada no distrito de Praça João Pessoa.

DSC_0205.JPG

Tendo como tema, interdisciplinaridade: um caminho para educação, o evento é uma competição que une disciplinas no trabalho em conjunto de apresentação de saberes importantes para a comunidade.

O diretor, Cícero Lemos, expressou a sua satisfação com relação ao resultado positivo do evento. “Toda a equipe da escola, sobretudo, os alunos estão muito felizes com o número significativo de pessoas que visitaram as salas e acessaram vários conhecimentos relevantes, principalmente, sobre o município e, especificamente, de Praça João Pessoa. Isso nos motiva a melhorar ainda mais as atrações para 3ª edição da Jornada no próximo ano e superar a quantidade de público”, ressaltou.

Em cada sala da unidade municipal de ensino foi apresentado ao público o conhecimento compartilhado entre História e Geografia, Português e Inglês, I Segmento e Artes e Matemática e Educação Física.

Durante a jornada uma equipe de jurados, convidados pela direção da escola, visitou as salas para observar e julgar o atendimento ao público, arrumação e equilíbrio entre as disciplinas, não podendo uma sobrepor à outra.

A sala que venceu a competição foi onde estavam unidas as disciplinas de História e Geografia, as quais trabalharam o conhecimento sobre a história do município e dos diretores da escola e o mapa de Praça João Pessoa.

A professora de História, Sandra Macedo, explicou que a vitória é muito mais dos alunos do que dos professores, porque, segundo ela, eles se dedicaram em cada detalhe da arrumação da sala e apresentação do conteúdo aos visitantes.

“Estou extremamente satisfeita não só pelo fato de vencermos a competição, mas pela participação e desenvoltura dos alunos, como um todo, em todas as etapas da jornada, bem como desde a criação até concretização das ideias. O resultado disso é aprendizado e pertencimento ao município no qual eles vivem”, destacou.

O aluno da 6ª série, Lucas Tavares, que participou da equipe da sala de História e Geografia, falou que já espera ansioso para a próxima jornada. “Valeu a pena todo esforço. Aprendi muito sobre o município e o lugar onde moro, que é Praça João Pessoa. Tenho a certeza de que quem visitou todas as salas da jornada também aprendeu muito”, concluiu.